Mostre aos seus medos toda a sua coragem

Por Marcio Flizikowski

Coragem é uma palavra de origem latina que significa "agir com o coração". Ao contrário do que muitos pensam, as pessoas corajosas não são aquelas que não têm medo. Não ter medo é ser destemido e não ter medo não é algo bom. O medo faz parte do nosso bom senso e da nossa avaliação crítica sobre o que podemos ou não podemos fazer.

O problema do medo é quando ele é infundado. Quando não não existe razão para ele existir e o medo acaba se tornando um bloqueio, um impeditivo para a realização dos nosso objetivos e sonhos.

É comum o medo estar presente em tudo que fazemos. ele nos protege e evita que a gente realize coisas de forma impulsiva, colocando em risco nossa integridade. Por outro lado, quando em excesso, o medo perde esse caráter protetor e se torna limitante das nossas capacidades, nos levando à inércia e estagnação.

Nessa horas, a solução não é acabar com o medo em si, mas ter coragem de superar a paralisia provocada pelo medo. A coragem deve ser maior que a sensação de medo para transpor as barreiras e a ideação negativa. Com a prática, a coragem acaba se tornando um hábito que se transforma em autoconfiança e determinação, elevando nossa autoestima e motivação, sem nos tornarmos irresponsáveis ou impulsivos.

Por meio de práticas e técnicas de hipnose é possível ressignificar traumas e crenças limitantes que se transformaram em medos paralisantes, desenvolvendo uma nova mentalidade de coragem, estimulando a criação de sinapses em nossa cérebro ligadas a determinação e confiança.

A aplicação de técnicas de regressão, posições perceptivas, ponte ao futuro, conversa entre as partes permite de forma rápida e eficaz reduzir os medos e ampliar a mentalidade de coragem e confiança, levando a uma mudança nas pessoas, que deixam a inércia e estagnação e passam a adotar postura mais proativas e eficazes.


17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Perdoar é uma ato de libertação

Guardar mágoas é como navegar em um oceano com a âncora presa ao fundo do mar Virar a página é um processo necessário e importante. Guardar mágoas provoca mais dor em você mesmo que nas pessoas que te