Rótulos machucam


"Como ele é preguiçoso", "Nunca vi ninguém tão teimosa", "Você é muito cabeça dura", "Ele é tão covarde", "Por que você é tão agressivo?"... Com certeza você já viu alguém usar essas expressões ou frases parecidas. Você mesmo já deve ter dito algo desse tipo para alguém.

São pequenas frases soltas, sem intenção de machucar, mas que podem causar feridas profundas. Essas frases são formas classificar as pessoas em determinadas características que podem levar o indivíduo a acreditar nesses rótulos, se tornando 'prisioneiros' de uma imagem construída pelos outros. As pessoas adotam os rótulos como parte de sua identificação pessoal e não se reconhecem quando agem de forma diferente a como são classificadas pelos outros.

Desqualificar alguém, criando um rótulo para a pessoa, é uma forma simplista de enxergar o seu próximo e, na verdade, diz muito mais sobre a pessoa que está falando do que a pessoa que é rotulada. Muitas vezes rotular alguém é uma reação, um mecanismo defesa que a pessoa utiliza pela dificuldade de lidar com o comportamento da outra pessoa.

Alguém que você rotula como agressiva, possivelmente pode ter essa reação agressiva com você exatamente porque te classifica como uma pessoa irritante. Quando você rotula seu filho de preguiçoso, talvez você não esteja agindo de forma inteligente no seu papel de pai ou mãe para ensinar seu filho a importância de realizar determinadas tarefas.

Empatia é o segredo

As pessoas precisam ter em mente que as relações sociais não são uma competição e ninguém é melhor que ninguém. Existem pessoas com facilidades em algumas coisas e dificuldades em outras. É fundamental respeitar as diferenças e ter empatia pela outras pessoas. Você não conhece toda a história de alguém, assim como você é único que conhece sua verdadeira história.

Se você se rotula facilmente ou é muito sensível ao julgamento e classificação das outras procure ajuda de um profissional. Essa atitude está te causando um mal desnecessário que você pode superar facilmente e transformar sua vida

Hipnose e mudança

Uma das formas de se 'libertar' das amarras dos rótulos e dos julgamentos que provocam crenças limitantes, insegurança e baixa autoestima nas pessoas é a hipnoterapia. Por meio da hipnose, o profissional te ajudar a acessar seu inconsciente direcionando sua mente para padrões construtivos e positivos, desestabilização e enfraquecendo os rótulos limitantes que você possa ter desenvolvido.

Nunca é tarde para revermos nossas posições e atitudes. Superar crenças limitantes, melhorar nossa autoestima, desenvolver confiança e determinação são libertadores e podem ser alcançados facilmente levando a um crescimento pessoal extraordinário.

48 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo